História

Nossa filosofia

A história da Polimix está intimamente ligada aos seus princípios fundamentais e conceitos essenciais, pois foi guiado por eles que construímos nossa trajetória e conseguimos conquistar o reconhecimento pela eficiência na entrega de produtos e serviços e nossa posição entre as maiores empresas de concreto do Brasil.

Linha do tempo

1976

Início das atividades prestando serviços de concretagem com a Concaprex, no município de Serra/ES.

1981

A Concaprex adquire a Polimix Concreto e inicia suas atividades na Grande São Paulo.

1983

Aquisição da Ibrata, marcando a entrada no setor de agregados e o início das atividades do setor de concreto no Rio de Janeiro.

1998

Inauguração da Mizu Cimentos, em Serra/ES, iniciando a atividade na área de cimento.

2001

Aquisição de pedreira em Santana de Parnaíba/SP, expandindo a atuação no setor de agregados com a marca Polimix Agregados.

2002

Inauguração de nova fábrica da Mizu Cimentos Especiais, em Pacatuba/SE.

2004

A Mizu Cimentos Especiais inaugura uma nova unidade no Estado de São Paulo, em Mogi das Cruzes.

2007

A Polimix Concreto chega à Argentina, inaugurando uma unidade na capital Buenos Aires, dando assim início à sua internacionalização.

A Organização entra no setor de transporte a granel com a marca Logmix.

Início da Polimix Energia na área de bioenergia com a aquisição das usinas de álcool DVPA (Destilaria do Vale do Paracatu) em Minas Gerais e Agrisa no Rio de Janeiro.

A Polimix Energia entra no setor de energia renovável com Pequenas Centrais Hidrelétricas no Mato Grosso.

2008

A Organização inicia sociedade no setor de Cal Industrial com a Unical em Minas Gerais.

A Polimix Agregados inicia suas atividades em Duque de Caxias/RJ.

A Polimix Energia inicia projetos na área de energia eólica.

2009

A Polimix Concreto dá continuidade à sua expansão internacional na América do Sul com a marca Tremix na Colômbia.

2010

Inauguração da fábrica da Mizu Cimentos Especiais no Rio de Janeiro.

Inauguração da unidade de reciclagem de resíduos de construção civil em Santana de Parnaíba/SP.

Inauguração de nova pedreira da Polimix Agregados em Santana de Parnaíba, a maior da América Latina.

2011

Início das aulas na Escola Formare Polimix, o primeiro grande projeto social da Polimix, que oferece cursos de educação profissional para jovens em situação de vulnerabilidade social.

A Polimix Agregados chega ao Nordeste e inicia sua atuação em Pernambuco, Alagoas, Ceará e Maranhão.

2012

A Polimix Concreto realiza sua primeira concretagem na Bolívia, em Santa Cruz de la Sierra na Bolívia.

Inauguração da nova fábrica da Mizu Cimentos em Baraúna/RN.

2013

Início da atuação da Organização no setor de argamassa com as marcas Ecomix em São Paulo e Construcola no Rio de Janeiro.

A Polimix Concreto inicia sua operação no Panamá.

A Mizu Cimentos Especiais chega a Minas Gerais.

Inauguração da segunda Escola Formare na Mizu Cimentos de Baraúna/RN, atendendo à cidade e região.

2014

Início do Projeto Porto Central em parceria com o Porto de Roterdã para o desenvolvimento de um complexo portuário no estado do Espírito Santo.

A Polimix Concreto inicia suas atividades no Peru, na capital Lima.

Expansão da atuação no setor de cal industrial com a inauguração da CNN – Cal Norte Nordeste – no estado do Rio Grande do Norte.

Entra em funcionamento a nova fábrica da Mizu Cimentos Especiais em Manaus/AM.

Início das atividades da Polimix nos Estados Unidos, na América do Norte.

2015

Inauguração da Polimix Ambiental em Santana de Parnaíba/SP, que transforma pneus inservíveis e resíduos de borracha em negro de carbono, óleo combustível e aço, utilizando uma avançada tecnologia.

2016

Ampliação da Polimix Agregados com a inauguração de duas novas pedreiras em São Paulo, nas cidades de Barueri e Guarulhos.

2018

A Polimix Agregados expande sua atuação no Rio de Janeiro e começa a operar pedreira em Inhaúma, na zona norte da cidade.